Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011

«Na Sombra do Desejo», de J. R. Ward

SEIS GUERREIROS VAMPIROS, AMANTES PERIGOSOS E IRMÃOS DE SANGUE


 VÊM ATÉ SI NESTA COLECÇÃO VERDADEIRAMENTE PODEROSA.


 NESTE LIVRO É A VEZ DE BUTCH


 



 


Nas sombras da noite da cidade de Caldwell, em Nova Iorque, trava-se uma guerra territorial entre os vampiros e seus caçadores. Ali, existe um bando secreto de irmãos sem igual — seis guerreiros vampiros, defensores da sua raça. Mas agora um aliado da Irmandade está prestes a enfrentar os seus próprios desejos obscuros…


 


Butch O’Neal é um guerreiro por natureza. Um ex-polícia da brigada de homicídios que leva uma vida dura, é o único humano a quem foi permitido aceder ao círculo íntimo da Irmandade da Adaga Negra. E quer submergir-se ainda mais profundamente no mundo dos vampiros… quer alistar-se na guerra territorial contra os minguantes. Não tem nada a perder. O seu coração pertence a uma fêmea vampira, uma beldade aristocrática que está muito acima do seu nível. Se não pode ter Marissa, então ao menos pode lutar lado a lado com os irmãos…


O destino amaldiçoa-o outorgando-lhe o que deseja. Quando Butch se sacrifica para salvar dos assassinos um vampiro da população civil, torna-se presa da mais escura força da guerra. Moribundo, é encontrado graças a um milagre, e a Irmandade pede a Marissa que tente trazê-lo de volta. Mas talvez nem sequer o seu amor seja suficiente para salvá-lo…


 



J.R. Ward vive no Sul dos Estados Unidos, com o seu marido incrivelmente generoso e o seu amado golden retriever. Depois de se ter formado em Direito, começou a sua vida profissional na área da saúde, em Boston, tendo passado muitos anos como chefe de equipa de um dos centros clínicos do país. A escrita foi sempre a sua paixão, e a sua ideia de Céu é um dia inteiro com mais nada além do seu computador, o seu cão, e a caneca de café. Este é o terceiro volume da saga «Irmandade da Adaga Negra», a continuação de Na Sombra da Noite, Na Sombra do Dragão e Na Sombra do Pecado.


 


Conheça melhor a autora em www.jrward.com


 

publicado por Oficina do Livro às 11:42
link do post | favorito
Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011

«A Carta», de Sarah Blake, e a imprensa internacional

 


 


AQUELES QUE CARREGAM A VERDADE SUPORTAM,


POR VEZES, UM PESO TERRÍVEL


 


«Um livro intenso que, habilmente, deixa emergir as nossas emoções... A verdadeira força de A Carta reside na sua capacidade de confrontar o leitor com a incerteza dos tempos de guerra. Blake escreve poderosamente sobre a fragilidade da vida.»


The New York Times


  


«Um livro inesquecível sobre o talento único das palavras para mudar as pessoas e o mundo.»


USA Today


 


«A Carta é um livro que não conseguimos parar de ler. Sarah Blake tem uma escrita única.»


Bookmarks Magazine


  


«Estas páginas, onde co-habitam dor e prazer, saltam delicadamente da devastação em massa na Europa para as dores mais íntimas da alma de uma pequena cidade americana.»


 Entertainment Weekly 



publicado por Oficina do Livro às 16:33
link do post | favorito
Sexta-feira, 11 de Fevereiro de 2011

«O Coração Não Envelhece», de marie de Hennezel

NÃO HÁ MELHOR MANEIRA DE ENVELHECER


DO QUE MANTER A JUVENTUDE NO CORAÇÃO


 



Envelhecer amedronta-nos. A nossa sociedade dá-nos uma imagem desastrosa da velhice. No entanto, este envelhecimento inevitável pode não nos condenar à solidão, ao sofrimento, à perda ou mesmo à dependência. Se é verdade que todos envelhecemos, também é verdade que podemos decidir não nos tornarmos «velhos». Esta é a mensagem que Marie de Hennezel nos transmite, e ensina, neste livro.


E como poderemos envelhecer sem ser velho? Graças ao coração, ou seja, à nossa capacidade de amar e desejar. É o coração que nos pode ajudar a superar os nossos medos e apoiar-nos no seio das piores agruras da velhice.


Marie de Hennezel orienta-nos no sentido de uma verdadeira «arte de envelhecer». Baseada em vários testemunhos recolhidos não só da sua experiência clínica mas também com a sua grande amiga -  a Irmã Emmanuelle -  ela revela-nos o quão profundo e intenso pode ser este momento da nossa vida, como podemos conviver com os desgostos e desfrutar as alegrias que a velhice nos traz.


 



Marie de Hennezel nasceu em 1946, é casada e mãe de três filhos. Estudou Psicologia Clínica e Psicanálise Jungiana, tendo iniciado a vida profissional no acompanhamento a mulheres emocionalmente perturbadas, designadamente casos de psicose avançada.


Trabalha, desde 1987, na primeira Unidade de Cuidados Paliativos para doentes terminais (cancro e sida), em Paris. Pratica a haptonomia, a ciência de curar pela afectividade, defendendo a necessidade do contacto físico com os doentes. Fundou, em 1990, a Associação Bernard Dutant – Sida, em memória de um amigo que faleceu com essa doença.


Morrer de Olhos Abertos, que contou com a colaboração de Nadège Amar, Diálogo com a Morte, A Arte de Morrer e Nós não nos Despedimos, já são obras de referência onde se relata a importante experiência de quem assistiu, profissionalmente, a largas centenas de mortes e onde tentou equilibrar o tratamento médico com uma dimensão humana de comunicação com o doente. Todos os livros referenciados encontram-se editados (e reeditados) em Portugal, pela Casa das Letras.

publicado por Oficina do Livro às 11:27
link do post | favorito
Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2011

«Citações e Pensamentos de Florbela Espanca», de Paulo Neves da Silva

«Ama-se quem se ama e não quem se quer amar.»


 



Florbela Espanca (1894-1930) é uma das maiores poetisas portuguesas de todos os tempos. Perseguidora do ideal do amor acima de todos os outros aspectos da vida, transportou como ninguém todos os sentimentos que viveu para a poesia, com uma intensidade autobiográfica que expõe genialmente os mais obscuros recantos do interior do seu ser, glorificando em tons de angústia e ansiedade a sede infinita de um amor que está para lá do que é humano.


Além da poesia, o conjunto dos seus escritos oferece uma perspectiva completa da exaltação e angústia de vários amores idealizados e sofridos, sempre em busca do verdadeiro Amor.


 


200 citações, 40 textos, 100 poemas,


40 quadras de amor


 


Um autêntico manual do sentimento em geral e do amor em particular,


este concentrado de frases inspiradoras afasta as teias de aranha


que facilmente se instalam no coração de cada um.


 


Paulo Neves da Silva é licenciado em Matemáticas Aplicadas. Exerce a sua actividade profissional na área do desenvolvimento de software a nível nacional e internacional. Desde sempre um apaixonado pela leitura, empenhou-se, desde 2000, pela pesquisa e recolha de citações bem como excertos de textos e poemas que classifica tematicamente e que partilha livremente através de um site que foi o mentor, o Citador, em www.citador.pt.


Foi o organizador da colecção bestseller Citações e Pensamentos onde já foram publicados Fernando Pessoa, Friedrich Nietzsche, Agostinho da Silva, Eça de Queirós e Pe. António Vieira. 

publicado por Oficina do Livro às 10:08
link do post | favorito
Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011

«O Factor Humano», Graham Greene

«Um livro belo e perturbador, repleto de ternura,


 humor, aventura e dúvida.»


The Times


  



Maurice Castle é um ex-diplomata britânico que trabalha no MI6, em Londres, e é casado com uma bela sul-africana. O seu dia-a-dia de agente de secreto parece ser mais burocrático do que se imaginaria, até que uma fuga de informação traz à tona o seu passado, desorganiza a sua vida e coloca em xeque o seu futuro.


Este livro é a história de um agente duplo, forçado a essa situação pelo seu amor por uma negra. Aborda o tema do apartheid e do racismo, condicionado de um lado pela política britânica e do outro pelas ambições russas.


O Factor Humano é considerado a obra mais madura de Graham Greene. Com sua prosa elegante, Greene medita sobre a força do amor e do segredo profissional – e sobre os sacrifícios por eles exigidos. Consegue prender o leitor com o seu enredo, mas sobretudo com a caracterização das suas personagens, pintadas com uma profunda compreensão e respeito pelas ironias, ambiguidades e as zonas obscuras da alma humana.


 



Graham Greene (1904-1991) nasceu em Berkhamsted, Hertfordshire, Inglaterra. Estudou História Contemporânea em Oxford e, a partir de 1926, começa a escrever para The Times e outros jornais. Durante a II Guerra trabalhou para o serviço de informações do Ministério dos Negócios Estrangeiros.


É um dos mais prolíficos e importantes romancistas de língua inglesa do século XX que, juntamente com John Le Carré, elevou as histórias de espionagem a um novo patamar literário. O Cônsul Honorário, O Americano Tranquilo, Assassino a Soldo, O Nosso Agente em Havana, O Terceiro Homem são só algumas das suas obras mais significativas.


Eterno candidato ao Nobel, a sua obra, uma das mais ricas deste século, onde abundam novelas de grande fôlego, é o retrato de uma vida plena de vivências a que não é alheia a sua alma de incansável viajante e de arguto observador da realidade. Extremamente versátil, romancista e contista brilhante, foi ainda dramaturgo e escreveu guiões e centenas de críticas de cinema e teatro.


 

publicado por Oficina do Livro às 10:47
link do post | favorito
Sexta-feira, 4 de Fevereiro de 2011

«Sangue de Anjo», de Nalini Singh

 UM MUNDO DE BELEZA E LUXÚRIA ONDE OS ANJOS DOMINAM OS VAMPIROS…


 



Elena Deveraux é uma caçadora de vampiros. Sabe que é a melhor – mas não sabe se será suficientemente boa para a tarefa que tem que cumprir. É contratada pelo perigosamente belo arcanjo Raphael, um ser de tal modo letal que nenhum mortal deseja merecer a sua atenção. Elena sabe que não pode falhar – embora se trate de uma missão impossível. Porque desta vez não é um vampiro voluntarioso que tem de localizar. É um arcanjo que degenerou.


A missão irá colocar Elena no meio de um turbilhão de mortes inimaginável – e levá-la para o fio da navalha da paixão. Mesmo que a caçada não a destrua, sucumbir ao encanto de Raphael pode fazê-lo. Pois quando os arcanjos brincam, os mortais sofrem…


 


Nalini Singh continua a encantar e a cativar novos leitores com os seus romances de anjos e vampiros. Sangue de Anjo é uma leitura empolgante com personagens maravilhosamente bem desenvolvidos e a criatividade que fez de Singh uma estrela. Com uma mistura inspirada de paixão e perigo, esta história vai manter-vos em suspense. E conquistará decerto um lugar na vossa lista de favoritos.


 


 



 


Nalini Singh tem a paixão da escrita. Embora tenha viajado dos desertos da China aos templos do Japão, é a viagem da imaginação que a fascina. Está encantada por realizar o seu sonho enquanto escritora.


Nalini vive e trabalha na bela Nova Zelândia e assume-se viciada em livros, chocolate e viagens.


 


 


 


 


Visite a autora aqui.

publicado por Oficina do Livro às 11:01
link do post | favorito

«Vidas Trocadas», o 3º livro de Sandra Brown na Quinta Essência

                                                                                   


    


 


 


As gémeas Melina e Gillian Lloyd são praticamente iguais, ambas empresárias de sucesso e solteiras. Mas numa coisa são diferentes: Melina é impulsiva, enquanto Gillian gosta de ponderar bem as suas decisões. Além disso, Gillian quer um filho. Sentindo o relógio biológico a avançar inexoravelmente, opta por se submeter a uma inseminação artificial, utilizando esperma de um dador anónimo. A história começa no dia em que ela faz a inseminação. Nesse dia, Melina acompanha, na sua qualidade de relações públicas, o coronel da NASA Christopher «Chefe» Hart à cerimónia de entrega de um prémio. Mas terá sido mesmo Melina? A vida do coronel choca, depois interliga-se, com a das gémeas. Uma partida aparentemente inofensiva acaba em catástrofe. Na manhã seguinte a terem trocado de identidades, Melina recebe uma notícia terrível: a irmã fora brutalmente assassinada — e o coronel, apesar de inocente, é o principal suspeito. O que parece de início ser um homicídio de fácil resolução acaba por conduzi-los às montanhas do Novo México.

«Milhões de leitores vibram com os romances de Sandra Brown, o que não surpreende: a autora tem a habilidade de despertar a imaginação e os sentidos graças a personagens irresistíveis, reviravoltas inesperadas, segredos escandalosos e muito mais…»
Literary Guild
«Enredo veloz e astuto.»
Publishers Weekly
«Outro livro viciante que não desapontará os fãs de Sandra Brown... Adorei este romance... Sandra Brown consegue realmente dar-nos coisas boas.»
Salisbury Post
«A acção começa na primeira página e nunca mais acaba... Deixa os leitores a sentir... que acabaram de dar uma volta na melhor montanha-russa do mundo.»
Midwest Book Review
«Uma leitura cheia de mistério com uma reviravolta brilhante. Não admira que Brown tenha tido já mais de quarenta bestsellers do New York Times
Beyond the Cover
«Uma apresentação excelente de lutas internas... excitante... ritmo veloz.»
Review of Texas Books
«Uma contadora de histórias magistral que, cuidadosamente, tece enredos que fazem com que os leitores não consigam parar de ler.»
USA Today
«Fascinante... um final realmente surpreendente.»
Harrisburg Sunday Patriot-News

publicado por Oficina do Livro às 10:50
link do post | favorito

«Desejos de Chocolate», de Trisha Ashley

 


 


Na perfeita aldeia de Sticklepond, Lancashire, Chloe faz e vende chocolates deliciosos e inspiradores, que contêm uma previsão ou uma frase encorajadora para cada cliente. Se a sua vida fosse tão fácil de prever, talvez Chloe pudesse ter visto que iria ser abandonada junto ao altar…
Mas quando um novo vigário chega à aldeia, os rumores aumentam de intensidade. Para além de ser o carismático ex-líder da banda rock Mortal Ruin, Raffy Sinclair é também o primeiro amor de Chloe e o homem que lhe destroçou o coração.
Por mais que tente, Chloe não consegue ignorar aquela aparição do seu passado. Poderá ter chegado agora o momento de pedir um desejo – e atrever-se a acreditar que este se pode transformar em realidade?
Uma heroína simpática que faz chocolates, um irmão adolescente (e gótico), um avô escritor que é também feiticeiro, uma tia cigana que lê cartas de tarô e folhas de chá, um herói invulgar (e lindo!) e uma aldeia cheia de personagens excêntricas e adoráveis são os ingredientes deste encantador romance de Trisha Ashley, autora publicada pela primeira vez em Portugal pela Quinta Essência.

«Repleto de romance, chocolate e humor, esta leitura é demasiado deliciosa para ser interrompida.»
Closer
«Uma das melhores escritoras da actualidade!»
Katie Fforde
«Cheio de um humor terra-a-terra.»
Sophie Kinsella
«Trisha Ashley é sinónimo de uma agradável leitura.»
The Times
«Fresco e divertido.»
Woman's Own
«Pretende algo doce e agradável com que se enroscar ao anoitecer? Não procure mais… delicie-se com esta história da Cinderela e do seu belo herói.»
Publishing News

publicado por Oficina do Livro às 10:45
link do post | favorito

A continuação de «Jardim de Alfazema»

 


 


Noiva do encantador e sedutor Greg Anders, Sara Shaw mal consegue esperar pelo dia do seu casamento em Edilean, na Virgínia. A data foi marcada, as flores encomendadas e o seu vestido, já usado por várias gerações de noivas da família, está pronto. Mas apenas três semanas antes do dia do casamento, Greg recebe um telefonema durante a noite e sai sem dar qualquer explicação. Dois dias mais tarde, um homem aparece através de um alçapão no soalho da casa de Sara, afirmando que é o irmão da sua melhor amiga e informando-a que se vai mudar para casa dela.
Embora Mike Newland esteja realmente a dizer a verdade sobre a sua identidade, a razão que o levou ali tem muito mais que se lhe diga. É um detective que trabalha infiltrado; a sua missão é usar Sara para descobrir o paradeiro de uma mulher — uma das criminosas mais notórias dos Estados Unidos — que, por acaso, é a mãe do homem com quem Sara tenciona casar.
Mike acredita que a investigação não será difícil — isto é, caso consiga arranjar maneira de fazer com que uma jovem de «boas famílias» como Sara confie em si. No entanto, Mike não faz a mais pequena ideia do que aquela missão lhe reserva. Esforçou-se ao máximo para esconder as suas ligações a Edilean, as quais remontam ao tempo em que a sua avó vivera naquela localidade, em 1941. Mas à medida que Mike e Sara se vão conhecendo, ele não consegue evitar partilhar segredos que nunca tinha partilhado com ninguém. Ela retribui confidenciando a Mike aspectos da sua vida que jamais teria revelado a Greg. Enquanto trabalham juntos para resolverem os dois mistérios, o amor crescente que desabrocha entre os dois começa a sarar cicatrizes de uma forma que nunca teriam imaginado ser possível.
Com Perfume da Paixão Jude Deveraux continua a série centrada em Edilean, que teve início com Jardim de Alfazema.

«Jude Deveraux é uma exímia contador de histórias, e os seus livros estão repletos de emoção e aventura, tornando-a uma das mais populares escritoras de romances da actualidade. Perfume da Paixão não foge à regra. Com personagens fortes, um encanto discreto e uma intrigante história, os fãs vão gostar de ter mais notícias dos habitantes de Edilean»
Times Record News
«Mais um romance que prende os leitores e os deixa com um sorriso nos lábios.»
Booklist
«Qualquer romance de Deveraux é sempre agradável
E consegue prender a atenção dos leitores.»
The Advocate
«A escrita de Jude Deveraux é encantadora e requintada.»
Book Page

publicado por Oficina do Livro às 10:40
link do post | favorito
Quinta-feira, 3 de Fevereiro de 2011

«A Carta», de Sarah Blake

 Três mulheres, uma guerra, uma carta não entregue, um segredo por revelar


  



  


1940. A França rendeu-se. As bombas caem sobre Londres. Roosevelt promete que não vai mandar os americanos lutar em «guerras estrangeiras». Mas a radialista americana Frankie Bard, a primeira mulher a fazer emissões radiofónicas da blitzkrieg em Londres, quer apenas levar a guerra até casa. A voz de Frankie crepita através do Oceano Atlântico, implorando a atenção dos ouvintes.


Enquanto isso, em Franklin, Massachusetts, Iris James ouve as emissões radiofónicas e sabe que é apenas uma questão de tempo até a guerra chegar às margens da sua terra. Responsável pelo correio, Iris acredita que o seu trabalho é entregar e guardar os segredos das pessoas. E um dos segredos que ela guarda são os seus sentimentos por Harry Vale, que vigia diariamente o mar, procurando em vão os submarinos alemães que com certeza virão. A ouvir Frankie estão também Will e Emma Fitch, o médico da povoação e a sua mulher, ambos a tentarem escapar a uma infância frágil e a forjar um futuro mais risonho. Quando Will segue o canto da sereia de Frankie até à guerra, os piores receios de Emma tornam-se realidade. Will parte para Londres e as vidas das três mulheres entrelaçam-se.


Alternando entre uma América ainda resguardada no casulo da sua incapacidade em compreender o perigo próximo e uma Europa a ser dilacerada pela guerra, A Carta traz-nos duas mulheres que se descobrem incapazes de entregar correspondência, e uma terceira mulher desesperada por uma carta, mas com medo de a receber.


A Carta, de Sarah Blake, mostra como podemos suportar o facto de a guerra prosseguir à nossa volta enquanto a vida do dia-a-dia continua. Um romance extraordinário cheio de paralelismos surpreendentes com os dias de hoje.


 


 



  Sarah Blake nasceu em Nova Iorque. É autora de Full Turn (poesia), Runaway Girls (álbum) e estreou-se no romance com Grange House que teve, desde logo, as melhores críticas. Escreve em variados jornais e revistas, nomeadamente Good Housekeeping, US News, World Report e The Chicago Tribune. Ensina Escrita Criativa na University of Maryland e na George Washington University. Vive em Washington, DC, com o marido, o poeta Josh Weiner, e os dois filhos.


 


 


 


 


Visite a autora aqui.

publicado por Oficina do Livro às 15:43
link do post | favorito
Quarta-feira, 2 de Fevereiro de 2011

«Astrarium», T. S. Learner

              


 


Alexandria, Egipto, 1977. Durante um mergulho, a arqueóloga Isabella Warnock descobre finalmente o artefacto lendário que procura há anos: o astrário, um misterioso dispositivo que, segundo a lenda, moldou os destinos de reis e faraós desde o início dos tempos e que teria sido usado por Moisés e Cleópatra.


Mas a sua descoberta tem um custo terrível e a responsabilidade de manter o inestimável objecto em segurança, e evitar que o Egipto mergulhe no caos, recai sobre o seu marido Oliver. Deparando-se com um inimigo obscuro e um culto poderoso capaz de tudo para se apoderar do tesouro, Oliver é catapultado para uma corrida vertiginosa a fim de proteger um segredo antigo num perigoso mundo de conspiração e egiptologia, onde a magia e as lendas colidem violentamente com as crenças modernas.


  


 




T.S. Learner nasceu e cresceu em Inglaterra, mas viveu na Austrália e nos Estados Unidos. É conhecida, particularmente na Austrália, como dramaturga e a sua primeira compilação de contos, Quiver, vendeu mais de 150 mil exemplares. Escreveu três romances, The Witch of Cologne, Madonna Mars e Soul, e outra compilação de contos, Tremble. T.S. Learner divide o seu tempo entre Londres, Sidney e a Califórnia.


 


 


 


Visite-a aqui.


 


 

publicado por Oficina do Livro às 16:19
link do post | favorito

.pesquisar

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. POR VEZES, O AMOR VERDADE...

. A MULHER DO JUIZ, de Ann ...

. O novo romance sensual de...

. A QUÍMICA DO AMOR, de Emi...

. OS CINCO HERDEIROS, de El...

. Novidades para as férias ...

. PERIGO, PRAZER... E FUGA,...

. A MAGIA DAS PEQUENAS COIS...

. PRAZERES INFAMES, de Eliz...

. Para as férias da Páscoa

. «Desaparecida» de Elizabe...

. «Ligações Arriscadas» de ...

. «Aqui Entre Nós» de Jane ...

. «Pão, mel e amor», de Jen...

. «Mais do que Sedução», Ch...

.subscrever feeds