Sexta-feira, 28 de Junho de 2013

«Slash», de Anthony Bozza, em julho na QE (reedição)

 
 

Um livro de memórias que redefine o sexo, as drogas e o rock and roll. A história nua e crua como só Slash poderia escrever.

 

Nasceu em Inglaterra mas cresceu em Los Angeles. Passou a adolescência nas ruas de Hollywood, onde descobriu a droga, a bebida, a música e as raparigas. Mas tudo mudou quando, aos 15 anos, Slash pegou pela primeira vez numa guitarra velha.

O instrumento transformou-se na sua voz e, assim que foi capaz de alinhavar acordes e um solo, Slash quis fazer parte de uma banda. Achou-a em Axl Rose, Izzy Stradlin, Steven Adler e Duff McKagan. Juntos, formaram os Guns N’ Roses, uma das maiores bandas de todos os tempos, com álbuns tão marcantes como Appetite for Destruction e Use Your Illusions 1 e 2.

Pela primeira vez, Slash conta a história ainda não narrada: como se formou a banda, como escreveram a música que definiu uma era, como sobreviveram a digressões loucas, como deslizaram sobre a onda rock mais excessiva de toda uma geração e, por fim, como se separaram.

Slash é também uma narrativa pessoal: enquanto a banda ascendia ao topo, Slash lutava contra os seus demónios, fugindo à realidade através das mulheres, da droga, da bebida e de tudo o mais que lhe ocorresse. Slash sobreviveu a tudo: à fama, ao deboche, à destruição e, por fim, à sua própria evolução criativa. E encontrou o equilíbrio porque nunca desistiu do que queria.

Slash é tudo o que o homem e o mito inspiram: é engraçado, franco, surpreendente e, numa palavra, excessivo.

 

 

Antigo escritor da Rolling Stone, é autor de dois bestsellers do New York Times: Whatever you Say I Am: The Life and Times of Eminem, e Tommyland, a autobiografia de Tommy Lee, baterista dos Mötley Crue. Anthony Bozza vive em Nova Iorque.

publicado por Oficina do Livro às 09:41
link do post | favorito
Quarta-feira, 26 de Junho de 2013

«A Casa de Willow Street», de Cathy Kelly, em julho

O passado segue-nos até lidarmos com ele…

 

 

Tess costumava sentir-se feliz com a sua vida: mora na idílica e costeira Avalon com o filho adolescente, Zach, e a filha nove anos, Kitty, e trabalha na loja de antiguidades local. O único arrependimento que tem é tudo ter corrido tão mal com o seu primeiro amor. Em seguida, o seu casamento chega ao fim e o tal primeiro amor regressa a Avalon…

Suki, irmã de Tess, fugiu da Irlanda anos antes para casar com o político Kyle Richardon. Quando descobre que alguém quer escrever uma biografia sobre ele há apenas um lugar para onde pode ir a fim de se assegurar de que os seus segredos permanecem escondidos.

Danae é a funcionária dos correios de Avalon e esforçou-se bastante para garantir que ninguém sabe de onde veio ou quem é… O passado só a si diz respeito, e ela gostaria de mantê-lo assim.

Em Galway, Mara exibe um sorriso falso num casamento; só quer perguntar uma coisa ao noivo: porque lhe disse ele que a amava? Precisando de deixar o passado para trás, Mara pega na sua vida e prepara-se para um novo começo.

Poderão estas quatro mulheres resolver os seus passados? Ou será que precisam de olhar para trás antes de poderem começar a viver para o futuro?

 

Todas as mulheres necessitam da sua hora Cathy Kelly…


«Terno, lírico, fascinante e reconfortante… genial!»

Marian Keyes

 

«Uma história de segundas oportunidades... cheia de segredos, tragédia, paixão e mulheres que lidam com os desafios de ser uma mulher do nosso tempo. Um livro de tirar o fôlego que é sempre realista.»

Irish Independent

 

«Uma das nossas autoras preferidas traz-nos de novo um empolgante e agradável livro. As vidas dos personagens cruzam-se enquanto eles

revisitam os seus passados e tentam construir um futuro melhor;

dará por si a torcer por eles a cada reviravolta!»

Women’s Day

 

 

«Uma autora capaz de nos comover e de nos fazer identificar com as suas personagens.»

Daily Mail

 

«A mestria de Kelly para lidar com as complexidades da vida moderna, do casamento e da família fica bem patente na forma como extrai os segredos das suas personagens.»

Choice

 

 

Cathy Kelly nasceu em Belfast e cresceu em Dublin. Iniciou a sua carreira num jornal nacional irlandês, onde foi editora de moda e de notícias, crítica cinematográfica e autora da popular coluna de conselhos «Dear Cathy». Editou o seu primeiro romance, Woman to Woman, em 1997, que se transformou de imediato num êxito de vendas e converteu Cathy Kelly numa autora reconhecida internacionalmente: os seus livros estão traduzidos em mais de quinze línguas, com milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. Alguém como Tu, a sua primeira obra editada em Portugal, recebeu o prémio Romantic Novel of the Year, para o melhor romance do ano, em 2001.
Actualmente, Cathy Kelly vive no condado de Wicklow, na Irlanda, com o marido e os filhos gémeos.

Para saber mais, visite www.cathykelly.com

publicado por Oficina do Livro às 09:44
link do post | favorito

«Ninguém me conhece como tu», de Anna McPartlin, em julho

 

Se soubesse que ia deixar este mundo mais cedo, faria tudo diferente?

 

«Anna McPartlin volta a presentear-nos com um livro extraordinário.» Cosmopolitan

 

 

Eva e Lily eram as melhores amigas desde a infância. Porém, uma discussão enorme e dezassete anos mais tarde, Eva acorda de um acidente horrível e encontra a sua velha amiga a cuidar dela.

De início, o reencontro é feito a medo, mas durante os muitos meses de Eva no hospital, as amigas enfrentam tanto as mentiras do passado como as suas falhas presentes. E cada uma vê claramente como a outra precisa de mudar a sua vida: Lily deve sair de um casamento impossível e Eva tem de enfrentar a dor que causou a outros.

A crise que reuniu Eva e Lily parece uma bênção que lhes deu uma segunda oportunidade para se apoiarem quando mais precisam de um ombro amigo. Mal sabem elas que a sua amizade está sob uma ameaça que irá mudar o futuro para sempre...

 

Os verdadeiros amigos conhecem-nos melhor do que nos conhecemos a nós próprios e estimam-nos mais do que imaginamos…

 

 

«Anna McPartlin irradia um humor brilhante e um otimismo assertivo... uma escritora maravilhosa.»

Sunday Independent

 

«Sabe transmitir de forma única a dor da perda e a saudade... mas a sua experiência em stand up comedy contagia cada página, salpicando este comovente romance de humor.»

Irish Independent

 

«McPartlin está ao mesmo nível de Marian Keyes e de Melissa Hill na sabedoria da escrita e na excelente construção da história.»

Chick Lit Reviews Website

 

«Adorei cada página... Impressionou-me de tal modo que irei lê-lo novamente.»

Irish Mail On Sunday

 

«Fácil de ler, divertido e emocionalmente cativante.»

The Irish Times

 

«Um livro fantástico e agradavelmente honesto na forma como lida com as personagens. Uma grande história e uma conclusão brilhante. Um livro que os fãs de McPartlin não poderão perder.»

www.femalefirst.co.uk

 

 

«Anna McPartlin consegue fazer-nos sentir desespero e tristeza, mas também nos faz ver a luz ao fundo do túnel. É um feito impressionante. Se ainda não leu Anna McPartlin, não sabe o que está a perder. Ela é uma das melhoras escritores da nossa praça e Ninguém me Conhece como Tu é uma das mais belas histórias de amizade.»

Chicklitreviewsandnews.com

«O afeto e o humor de Anna sobressaem enquanto ela leva o leitor numa viagem através de risos e lágrimas.»

Revista U

 

 

Anna McPartlin nasceu em Dublin, em 1972. Estarás sempre Comigo, o primeiro livro publicado pela Quinta Essência, é inspirado na própria experiência de perda da autora e na capacidade de sobrevivência necessária para superar os desgostos da vida. Em 2007, foi vencedor do prémio Revelação do Ano nos Irish Book Awards.

Anna McPartlin viveu parte da infância em Dublin, até se mudar para Kerry, na adolescência, onde foi criada pelos tios. Após concluir o ensino secundário, entrou para a faculdade onde estudou Marketing, mas manteve o seu amor pela stand-up comedy e pela escrita. Enquanto trabalhava nas artes conheceu o marido, Donal. Atualmente vivem em Dublin.

publicado por Oficina do Livro às 09:43
link do post | favorito

.pesquisar

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. «Desaparecida» de Elizabe...

. «Ligações Arriscadas» de ...

. «Aqui Entre Nós» de Jane ...

. «Pão, mel e amor», de Jen...

. «Mais do que Sedução», Ch...

. Sophie Kinsella apresenta...

. «MÁSCARAS AO LUAR», de Ju...

. Novo romance de Sophie Ki...

. «Desejo e Preconceito», d...

. «Promessa de Casamento», ...

. «Para todo o sempre», Jud...

. «A Casa Misteriosa», de M...

. «Tudo vale no amor», de E...

. «As Piores Intenções», de...

. «Obstinada», de Sylvia Da...

.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.subscrever feeds