Quarta-feira, 30 de Março de 2016

«As Piores Intenções», de Elizabeth Hoyt

Piores_intencoes.jpg

Bestseller do New York Times

1º livro da série Maiden Lane


Um jogo perigoso que nenhum pode recusar…

Famoso pelos seus desejos selvagem e sensuais, Lazarus Huntington, Lorde Caire, anda à procura de um assassino cruel em St. Giles, o bairro da lata mais famoso de Londres. A viúva Temperance Dews conhece St. Giles como a palma da mão - passou a maior parte da vida a cuidar dos seus habitantes no lar de órfãos que a sua família estabeleceu. Agora essa casa está em risco.
Caire faz uma oferta simples: em troca da ajuda de Temperance para navegar os becos perigosos de St. Giles, ele irá apresentá-la à alta sociedade de Londres para que ela possa encontrar um benfeitor para o lar. Mas Temperance pode não ser tão inocente como parece, e o que começa por ser um calculismo frio em breve se transforma numa paixão que nenhum deles pode controlar – e que pode muito bem destruir ambos.

Com uma pitada de humor, uma habilidade rara para criar personagens complexas e convincentes e com uma escrita que é como um forte soco emocional, Hoyt traz-nos o primeiro livro cheio de sensualidade e perigo de uma nova série.»
Booklist

«Elizabeth Hoyt é uma daquelas raras escritoras que são de compra automática para mim. E ainda mais raro, todos os livros que publicou se juntaram ao primeiro na minha prateleira. As Piores Intenções, o primeiro da nova série «Maiden Lane», não é exceção. Ela prova mais uma vez por que motivo a sua estrela irá brilhar durante muito tempo.»
TheRomanceDish.com

«Foi difícil largar As Piores Intenções e, quando finalmente o acabei, pensei “Ufa, que viagem!” Recomendo-o vivamente e aguardo com ansiedade o próximo volume.»
Romance Reviews Today

 

 

publicado por Oficina do Livro às 09:15
link do post | favorito

«Obstinada», de Sylvia Day

obstinada.jpg

5ª Essência :: Home Page

Inglaterra, 1770. Sob a seda e a renda da sociedade londrina existe uma organização secreta de espiões de elite. Proteger a Coroa dos seus inimigos é perigoso, mas para Marcus Ashford, proteger o coração de uma paixão inflexível é um perigo bem maior...

Como agente da Coroa, Marcus Ashford, conde de Westfield, travou inúmeras lutas de espada, foi baleado duas vezes e esquivou-se a muitos tiros de canhão. E, no entanto, nada o excita mais do que a fome primitiva que a sua ex-noiva, Elizabeth, desperta nele. Anos antes, ela trocou-o pelo jovem e inexperiente Lorde Hawthorne. Agora, cabe a Marcus defender a elegante viúva, e ele irá fazê-lo enquanto trata das outras necessidades dela, mais carnais, mostrando-lhe a profundidade do desejo de um verdadeiro homem...
Segredos perigosos conduziram ao homicídio do marido de Lady Hawthorne, segredos anotados num diário que muitos matariam para possuir. Mas confiar a sua proteção ao homem mais sedutor que ela já conheceu? Ultrajante. Impensável. Irresistível. Pois foram as paixões fortes e o desejo ardente de Marcus que a assustaram e a levaram a abandoná-lo anos atrás... No entanto, o seu desejo por ele nunca diminuiu. Agora, ele quer estar ao seu serviço, em todos os sentidos. E talvez a atitude mais sensata seja não resistir à tentação, mas entregar-se a ela completamente...

«Day cria de forma hábil uma potente química entre o seu herói arrogante e sensual e a única mulher suficientemente inteligente para estar à altura dele. Com as suas muitas cenas de amor e a sua escrita envolvente, Obstinada é perfeito para os leitores que preferem os seus romances históricos cheios de drama perigoso e paixão escaldante.»
Booklist

«Sylvia Day prova mais uma vez que não há nada que escreva que não seja simplesmente de tirar o fôlego. Obstinada vai arrebatar os leitores e rodeá-los de personagens fascinantes, um enredo emocionante e cenas sensuais. Esta é uma daquelas histórias que quanto mais lemos, mais precisamos de saber, e no fim há aquela incrível sensação de espanto quando todas as peças se encaixam e, de repente, tudo faz sentido.»
Romance Junkies

«Obstinada é uma maravilhosa história de amor perdido e de amor encontrado. A ação move-se a um ritmo rápido, mas o seu centro é Elizabeth e Marcus. Um livro que vai fazer o leitor rir, chorar e, acima de tudo, acreditar que o amor tudo governa. Com este novo romance histórico, Sylvia Day tornou-se uma das mais brilhantes estrelas do género!»
Love Romances

 

 

 

 

publicado por Oficina do Livro às 08:56
link do post | favorito
Quarta-feira, 2 de Março de 2016

«Turbulência», de Annette Herfkens

turbulencia.jpg

Sobreviveu 8 dias sozinha na selva a um acidente de avião com água da chuva


Quando a jovem Annette Herfkens, uma das poucas traders internacionais em Wall Street, e o noivo embarcaram no voo Vietnam Airlines 474 em Ho Chi Minh City, eram apenas dois passageiros que iam para uma escapadela romântica, alheios ao momento fatídico que destruiria os seus sonhos para sempre. O avião caiu numa montanha, deixando Annette presa na selva vietnamita como única sobrevivente. O que se seguiu foi uma incrível história de sobrevivência, mistério e espírito superior. Nesta história de vida, Annette descreve como sobreviveu oito dias sozinha na selva com apenas água da chuva para sustentá-la. Treze anos depois do acidente, Annette voltou ao Vietname para escalar a montanha, lançando uma nova luz sobre alguns mistérios que se mantinham desde essa altura. Através de flashbacks, Annette revela como usou as lições aprendidas na selva vietnamita para celebrar o seu filho autista na selva de Upper East Side, em Nova Iorque. Este livro inspirador quebra tantas fronteiras como a própria protagonista. Observadora atenta, Annette escreve com humor franco e mordaz sobre a perda, o amor, a resiliência e a espiritualidade de uma forma refrescante e terra-a-terra. O seu livro permite-nos conhecer a mente e o coração de uma verdadeira sobrevivente.

A felicidade não é ter o que se quer, mas querer o que se tem.»

Tinham planeado um encontro romântico: Annette Herfkens, jovem trader bem-sucedida de Wall Street, visita o noivo no Vietname.
No entanto, o fim de semana romântico transforma-se num pesadelo: o avião no qual o casal pretende voar até ao litoral choca contra uma montanha. Todos os ocupantes, exceto Annette, morrem. Sozinha, ela sobreviveu oito dias na selva… e aprendeu o que realmente é importante na vida...

 

«Em Turbulência, Annette Herfkens coloca ideias e ensinamentos espirituais em prática (…) de uma forma concisa e fascinante.»
Deepak Chopra

«Este é um livro para aqueles que querem ver para lá do milagre…»
Jackson Taylor, autor de The Blue Orchard

«Uma história comovente de sobrevivência física e psicológica.»
Kirkus Reviews

«Annette Herfkens conta a sua experiência como única sobrevivente de um acidente de avião no Vietname, com a perda do noivo (…). Escrevendo com honestidade e sagacidade sobre os muitos desafios que enfrentou como esposa, mãe, e profissional no mundo da banca, o seu espírito indomável inspira-nos.»
Mary Sue Rosen, autora de Africa Written Down

 

annette herfkens.jpg

 

Annette Herfkens é a única sobrevivente de um desastre de avião em 1992 no Vietname. Uma turbulência repentina e a posterior queda da aeronave tiraram a vida ao seu noivo, Willem van der Pas. Ele era o seu melhor amigo, namorado da faculdade, e alma gémea.
Annette passou oito dias sozinha na selva no meio dos mortos apenas com água da chuva para sustentá-la.
Nasceu na Venezuela de pais holandeses. Foi criada na Holanda, onde estudou na Universidade de Leiden. Depois de um estágio em Santiago de Chile, tornou-se estagiária executiva no ING Bank, que a mandou para Nova Iorque e Londres. A seguir mudou-se para o Banco Santander em Madrid. Foi promovida a diretora e sete anos mais tarde enviada para Nova Iorque, onde vive atualmente com a família.
Em Turbulência, Annette conta finalmente a sua história ao mundo depois de anos a resistir à atenção da comunicação social. Como uma das poucas banqueiras internacionais do seu tempo, Annette quebrou barreiras profissionais; ao escrever este livro, superou também as suas barreiras pessoais, e fá-lo poeticamente, com profundidade e humor, falando sobre o amor, a sobrevivência e a aceitação do que não pode ser alterado.

 

publicado por Oficina do Livro às 09:30
link do post | favorito

«A Última a Saber», de Elizabeth Adler

a_ultima_a_saber.jpg

Mentiras e segredos mudam uma família para sempre

 

Evening Lake: um refúgio calmo e idílico no Massachusetts ocidental, com uma comunidade de famílias muito unida. O detetive Harry Jordan encara a sua casa à beira do lago como uma pausa na resolução de crimes nas ruas de Boston... até que o crime chega a Evening Lake.
Harry Jordan está a dar uma caminhada quando uma explosão rasga a noite: a casa das Havnel é engolida por uma conflagração e Bea Havnel é vista a fugir com o cabelo em chamas e a mergulhar no lago. Misteriosas e reservadas, Bea e a mãe, Lacey, chegaram há pouco a Evening Lake e são muito diferentes das famílias abastadas da comunidade. Bea sobrevive ao fogo, mas a mãe não, e Harry vê-se metido na investigação. Tal como o jovem Diz Osborne, que, sem o conhecimento de ninguém, carrega um segredo pesado: ele viu outra pessoa a remar no lago naquela noite. Quando se descobre que Lacey Havnel não morreu por causa da explosão, mas de uma facada, torna-se claro que anda um assassino à solta. E esse assassino está pronto a atacar de novo. Contado no estilo inimitável de Elizabeth Adler, com descrições animadas e uma dinâmica familiar intrincada, A Última a Saber é uma história empolgante.


«Adler tem o dom de construir a tensão em torno de uma vítima inocente que se encontra à mercê de um assassino silencioso.»
curledup.com

 

 

publicado por Oficina do Livro às 09:26
link do post | favorito

.pesquisar

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. PERIGO, PRAZER... E FUGA,...

. A MAGIA DAS PEQUENAS COIS...

. PRAZERES INFAMES, de Eliz...

. Para as férias da Páscoa

. «Desaparecida» de Elizabe...

. «Ligações Arriscadas» de ...

. «Aqui Entre Nós» de Jane ...

. «Pão, mel e amor», de Jen...

. «Mais do que Sedução», Ch...

. Sophie Kinsella apresenta...

. «MÁSCARAS AO LUAR», de Ju...

. Novo romance de Sophie Ki...

. «Desejo e Preconceito», d...

. «Promessa de Casamento», ...

. «Para todo o sempre», Jud...

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.subscrever feeds