Terça-feira, 21 de Maio de 2013

«A Rapariga de Olhos Azuis», de Tara Moore, a 4 de junho na Quinta Essência

 

Ela não é o que parece…

 

Anya Keating adora seu trabalho como assistente de Macdara Fitzgerald, dono da deslumbrante propriedade Lismore e dos seus cavalos de corrida. Macdara é um patrão indulgente e generoso e Anya tem muito carinho por ele. Mas quando Macdara a pede precipitadamente em casamento, a amizade  de ambos - e a posição dela – fica ameaçada, e Anya sente-se dividida entre a sua lealdade para com Macdara e os seus sentimentos pelo neto dele, Fergal, o belo treinador de cavalos.

Eis que aparece Orla Fitzgerald, neta distante de Macdara. Orla pode ter deixado Lismore em criança, mas voltou uma mulher sofisticada e bonita. Tão bonita, de facto, que a maioria dos homens ficam encantados por ela - e Anya vê com crescente apreensão enquanto Orla tecer a sua magia em redor de Fergal.
No entanto, Orla pode não ser a rapariga de olhos azuis que os outros julgam. Há mistérios sombrios na vida da propriedade. O passado de Orla contém uma tragédia, e ela está determinada a reivindicar o seu direito de primogenitura, independentemente de quem se atravessar no seu caminho.

 

A Rapariga de Olhos Azuis é um intenso e fascinante drama familiar que conta a história de uma família dilacerada por segredos.

 

 

«Uma complexa história de vingança, enganos, equívocos, mentiras e maldade. Poeticamente narrada, com fortes personagens inesquecíveis, é uma viagem que nos leva da Austrália e da Argentina aos pastos mais verdes da Irlanda rural.»

www.thisiskent.co.uk

 

«Um romance fascinante, mas insolente, com o seu quinhão de drama.»

Woman Magazine


«A história sexy  e deliciosamente sombria de um ódio destruidor ... Glamour, romance, intriga e homicídios…»

Lancashire Evening Post

 

 

Nascida numa família de seis filhos, Tara Moore viu a luz do dia em Kildare, na Irlanda, mas passou a sua juventude no Médio Oriente. Sempre nutriu uma paixão pela escrita, mas isso foi inicialmente eclipsado pela sua paixão pela música, dança e namorados pouco indicados. Agora vive na bela cidade portuária de Ramsgate, em Inglaterra, com os dois filhos e o «amor da sua vida», o Dr. David Moore.

publicado por Oficina do Livro às 18:39
link do post | favorito

.pesquisar

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. «A Rapariga de Olhos Azui...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.subscrever feeds