Sexta-feira, 27 de Abril de 2012

«Promessas de Amor», de Sherry Thomas, a 22 de maio na Quinta Essência


 


Vencedor de «Melhor Romance Histórico» nos RITA Awards de 2011


 


O amor é mais escaldante antes do amanhecer.


 


Um romance magnífico que tem como protagonistas um herói disfarçado de tolo e a mulher que vê para lá da sua fachada


  


 


Elissande Edgerton é uma mulher desesperada, uma prisioneira na casa do tio tirano. Apenas através do casamento pode ela reivindicar a liberdade por que anseia. Mas como encontrar o homem perfeito?


Lorde Vere está habituado a armadilhas irresistíveis. Como agente secreto do governo, localizou alguns dos criminosos mais tortuosos em Londres, enquanto mantém a sua fachada de solteirão idiota e inofensivo. Mas nada pode prepará-lo para o escândalo de ser apanhado por Elissande.


Forçados a um casamento de conveniência, Elissande e Vere estão prestes a descobrir que não são os únicos com planos secretos. Com a sedução como única arma - e um segredo obscuro do passado a pôr em risco as vidas de ambos – poderão eles aprender a confiar um no outro, mesmo enquanto se entregam a uma paixão que não pode ser negada?


 


«Thomas não melhora apenas o género, enriquece-o com os seus personagens inteligentes, diálogos brilhantes, uma trama inovadora e surpreendentes histórias de amor. Ler os seus romances é um prazer.»


Romantic Times


 


 


«Com uma sensualidade exuberante, emoção intensa, escrita lírica e personagens extraordinariamente bem conseguidos, Thomas traz-nos outro vencedor inesquecível.»


Library Journal


 


«Promessas de Amor é uma das melhores leituras deste verão. Recomendo-o vivamente. Sherry Thomas está a construir uma bem merecida reputação por criar histórias inovadoras e empolgantes, com personagens cativantes.»


The Romance Reader


 


 



Sherry Thomas chegou aos Estados Unidos aos treze anos. No espaço de um ano, com a ajuda do seu fiel dicionário de inglês-chinês, já lia romances históricos de 600 páginas. O vocabulário que respigou dessas histórias marcadas pelo tom de insaciável paixão tornou-se muito útil quando começou ela própria a escrever romances.


Sherry tem um bacharelato em Economia pela Universidade da Luisiana e um mestrado em Contabilidade pela Universidade do Texas. Vive na zona central do Texas com o marido e os dois filhos. Quando não está a escrever, gosta de ler, jogar jogos de computador com os filhos e… ler ainda mais um pouco.


Promessas de Amor ganhou o prémio de «Melhor Romance Histórico» nos RITA Awards de 2011.

publicado por Oficina do Livro às 11:22
link do post | favorito
Terça-feira, 26 de Abril de 2011

«Um Amor quase Perfeito», de Sherry Thomas, em Maio na QE


Uma bela história agridoce que fala de amor e de desilusões, de perdão e de segundas oportunidades.


 




 



«Um dos cinco Melhores Livros de 2008», Publishers Weekly


«Melhor Primeiro Romance Histórico», Romantic Times


Nomeado para «Melhor Primeiro Romance» e «Melhor Romance Histórico» nos RITA Awards de 2009


 


Durante dez anos Camden e Gigi, Lorde e Lady Tremaine, tiveram o mais perfeito dos casamentos, baseado na cortesia, no respeito e… na distância. Um segredo, uma traição e um oceano separa-nos desde o dia seguinte ao seu enlace. Gigi vive na bela mansão londrina do casal, enquanto Camden se estabeleceu em Nova Iorque. Nenhum se mete na vida do outro. É uma combinação que não podia ser mais ideal e civilizada aos olhos da alta sociedade vitoriana, embora ninguém saiba o que aconteceu para acabar com o apaixonado amor que existia entre ambos.


Agora as coisas vão mudar. Gigi é uma mulher inteligente, sofisticada, rica e muito segura de si. Decidiu agarrar-se à sua última oportunidade de ser feliz e aceitar a proposta de casamento do seu pretendente, Lorde Frederick, um jovem pintor. Assim, escreve ao marido, enviando-lhe os papéis do divórcio. Mas em vez de devolvê-los assinados, Camden apresenta-se à porta da mansão de Londres para lhe oferecer um acordo: vai conceder-lhe o divórcio - afinal, já não se amam, não é? - mas antes Gigi deve dar-lhe um filho, um herdeiro. Se ela não aceitar, ele não lhe concede o divórcio. Gigi aceita, mas impõe um período de um ano. Um ano em que se acumulam as lembranças da paixão que outrora os uniu, um ano em que segredos são revelados, um ano em que o desejo volta mesmo contra vontade, e um ano em que ambos devem decidir se o casal mais admirado de Londres deve voltar a apaixonar-se... ou separar-se para sempre.


 


 


«Inteligente e viciante. Um começo extraordinário.»


Eloisa James


 


 


«Um bom argumento e personagens brilhantes são a marca deste primeiro romance. Lady Tremaine, uma mulher inteligente e directa, com um velado sentido de humor, é uma heroína excepcional.»


Publishers Weekly


 


«A mais original escritora de romances históricos da actualidade. É uma rebelde que salta as normas e, sobretudo, uma romântica. A sua forma de escrever, terna e apaixonada, é um achado. Um Paixão quase Perfeita augura o início de uma carreira deslumbrante.»


Lisa Kleypas


 


 


«Excelente… a elegância da escrita, a caracterização excepcional dos personagem e o delicioso romantismo da história conquistarão os leitores.»


Chicago Tribune


 


 




Sherry Thomas chegou aos Estados Unidos aos treze anos. No espaço de um ano, com a ajuda do seu fiel dicionário de inglês-chinês, já lia romances históricos de 600 páginas. O vocabulário que respigou dessas histórias marcadas pelo tom de insaciável paixão tornou-se muito útil quando começou ela própria a escrever romances.


Sherry tem um bacharelato em Economia pela Universidade da Luisiana e um mestrado em Contabilidade pela Universidade do Texas. Vive na zona central do Texas com o marido e os dois filhos. Quando não está a escrever, gosta de ler, jogar jogos de computador com os filhos e… ler ainda mais um pouco.


Um Amor quase Perfeito foi considerado um dos cinco Melhores Livros de 2008 pela revista Publishers Weekly, nomeado para «Melhor Primeiro Romance» e «Melhor Romance Histórico» nos RITA Awards de 2009 e recebeu o prémio de «Melhor Primeiro Romance Histórico» da revista Romantic Times.

publicado por Oficina do Livro às 09:39
link do post | favorito
Terça-feira, 20 de Abril de 2010

«O Fruto Proibido», de Sherry Thomas, lançado este mês pela Quinta Essência


Romance do ano


 


Library Journal 


 


 


 


Os prazeres proibidos são sempre os mais doces…


 


e, afinal, a felicidade pode ser servida num prato…


 


 


 


Famosa em Paris, mal-afamada em Londres, Verity Durant é tão conhecida pelos seus dotes culinários quanto pela sua vida amorosa. Contudo, essa será a menor das surpresas que espera o seu novo empregador quando este chega a Fairleigh Park, a propriedade que acaba de herdar após a inesperada morte do seu irmão.


 


Para Stuart Somerset, uma estrela política em ascensão, Verity Durant é apenas um nome e a comida é apenas comida, até degustar o primeiro prato confeccionado por ela. Até então, a única vez que experimentara tamanho despertar dos sentidos fora numa perigosa noite de paixão com uma estranha que desaparecera com a madrugada. Dez anos de espera pelo prato principal é muito tempo, mas quando Verity Durant entra na sua vida, apenas uma coisa conseguirá satisfazer Stuart. O apetite dele pela luxúria será vingança ou o mais excepcional dos acepipes — o amor? O passado de Verity alberga um segredo que poderá devorá-los a ambos, ao mesmo tempo que tentam alcançar o mais delicioso dos frutos…


 


 


 


 


 


 

publicado por Oficina do Livro às 11:08
link do post | favorito

.pesquisar

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. «Promessas de Amor», de S...

. «Um Amor quase Perfeito»,...

. «O Fruto Proibido», de Sh...

.subscrever feeds