Sexta-feira, 28 de Junho de 2013

«Slash», de Anthony Bozza, em julho na QE (reedição)

 
 

Um livro de memórias que redefine o sexo, as drogas e o rock and roll. A história nua e crua como só Slash poderia escrever.

 

Nasceu em Inglaterra mas cresceu em Los Angeles. Passou a adolescência nas ruas de Hollywood, onde descobriu a droga, a bebida, a música e as raparigas. Mas tudo mudou quando, aos 15 anos, Slash pegou pela primeira vez numa guitarra velha.

O instrumento transformou-se na sua voz e, assim que foi capaz de alinhavar acordes e um solo, Slash quis fazer parte de uma banda. Achou-a em Axl Rose, Izzy Stradlin, Steven Adler e Duff McKagan. Juntos, formaram os Guns N’ Roses, uma das maiores bandas de todos os tempos, com álbuns tão marcantes como Appetite for Destruction e Use Your Illusions 1 e 2.

Pela primeira vez, Slash conta a história ainda não narrada: como se formou a banda, como escreveram a música que definiu uma era, como sobreviveram a digressões loucas, como deslizaram sobre a onda rock mais excessiva de toda uma geração e, por fim, como se separaram.

Slash é também uma narrativa pessoal: enquanto a banda ascendia ao topo, Slash lutava contra os seus demónios, fugindo à realidade através das mulheres, da droga, da bebida e de tudo o mais que lhe ocorresse. Slash sobreviveu a tudo: à fama, ao deboche, à destruição e, por fim, à sua própria evolução criativa. E encontrou o equilíbrio porque nunca desistiu do que queria.

Slash é tudo o que o homem e o mito inspiram: é engraçado, franco, surpreendente e, numa palavra, excessivo.

 

 

Antigo escritor da Rolling Stone, é autor de dois bestsellers do New York Times: Whatever you Say I Am: The Life and Times of Eminem, e Tommyland, a autobiografia de Tommy Lee, baterista dos Mötley Crue. Anthony Bozza vive em Nova Iorque.

publicado por Oficina do Livro às 09:41
link do post | favorito

.pesquisar

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. «Slash», de Anthony Bozza...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.subscrever feeds